reabivet@gmail.com

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

A volta

Hola! VOLTEI! Coisa q nem eu achei q aconteceria...Procede q eu perdi a vontade de escrever no blog. Eu senti uma necessidade incrível de escrever e muito mais de trocar experiência com outras mães. Mas as pessoas liam e teciam comentårios, mas nao houve a tal troca que eu queria....não sei explicar...depois tbém voltei ao trampo e ficou ainda mais difícil escrever.... Mas agora me deu vontade de novo e muita gente perguntou: porque vc parou de blogar? Eu lia e me divertia...fiquei contente com os pedidos de escrivinhar again e acá estou! Nossa princesa está com 7 meses, os melhora 7 meses da minha vida! Ela continua MARA, linda, querida, boazinha, dorme e acorda sem chorar, não faz birra (ainda) e, principalmente.....CONTINUA DORMINDO A NOITE TODA! Rá! Acharam q nao, neh...uma das pediatras diz q ganhei na loteria e eu presumo q sim! Só neste findi q não está dormindo, primeira gripe...q dó! Por isto estou de molho com ela e podendo escrever....mas vai passar, e eu não me desgrudo dela enquanto isso não acontece..., Ok, por hj era isso, aos pukinhos vou atualizando com foram estes últimos meses e....obrigada a quem lê e comenta os poust. Bjs

quinta-feira, 26 de julho de 2012

História de uma mãe em construção

Esta noite a Sofia dormiu direto 8 horas! dormiu as 22 hs e acordou as 6:15 h....Ai meu Deusssss, tomara que a Dra. pediatra nao leia nunca estas mal trapidas linhas....ela falou para deixar até 6 horas...mas, mas....ela tava dormindo tão profundo e eu...também.... Mas se a guria tá bem alimentada e tá dormindo gostoso, deixa ela né...se tivesse com fome, acordava!
Quando ela começou a acordar o Adãozinho saiu correndo para pegá-la e então percebi, pela sua atitude e pela sua carinha que ele também sente saudades dela à noite!!!! Respirei aliviada! Pensei que só eu tinha este sintoma/sinal clínico/loucura...uma doideira difícil de explicar...como pode ficar com saudades de uma pessoa que vc acabou de ver horas antes? E quando vemos dá uma vontade de abraçar, beijar, apertar.....Encarna a Felícia dentro de mim!

Nunca pensei que eu fosse sentir nada parecido com isso....por mais que as pessoas falem e elas com certeza tem longos discursos (como este)  sobre as maravilhas da maternidade e muito blá, blá, blá.....realmente a gente não tem a mínima noção do que seja antes de sentir de verdade! 

Confesso aqui que nunca sonhei em ser mãe. Quando as moças falavam que "sempre sonharam em ser mãe, desde menininha" eu pensava: "credo mas que sonho bem chinfrin", desculpa, pensava mesmo!
Nunca sonhei ser mãe, apesar de saber que poderia acontecer. Não lembro de ter brincado de boneca. Lembro de brincar de se esconder, de se pegar, de subir em árvore, de cabaninha, de volei, de jogos de damas, trilhas, banco imobiliário, de castrar as gatas, de arrancar o cabelo da amiga/ menina vizinha, ...mas não lembro muito de bonecas não...mas sei que brinquei por que minha mãe me disse que sim. Na verdade lembro sim de ter uma boneca chamada Bianca de cabelinhos loiros e olhos azuis, mas quero dizer que não lembro de ter este instinto aflorado nas bonecas, como falam as revistas e livros....Que brincar de boneca é prelúdio para o instinto maternal....balela!

Durante uma época da minha vida inclusive eu dizia ( e realmente sentia) que nao queria ter filhos. Como sou a filha mais velha, tenho irmãos e primos mais novos o suficiente para eu ter visto quanto trabalho dão!!!! Eu não queria aquilo para mim não!

A verdade é que desde muito novinha meu foco sempre foi a profissão. Sempre quis ter uma profissão ( que até então poderia ser oceanógrafa, escritora, pesquisadora, bióloga, médica, veterinária, jornalista....) não importava. Mas ter uma profissão que me realizasse, que possibilitasse que eu viajasse e fosse independente em todos os aspectos: financeiro e emocional.  E neste objetivo ter filhos não caberia. Encontrei a minha "estrela" que foi a medicina veterinária e foram muitos, muitos anos de estudo e mais estudo e dedicação. De abdicação de festas e baladas, de pouca grana,  de usar o dinheiro extra em livros, cursos, congressos, de várias pós graduações, ao invés de comprar roupas e sapatos para ficar "biita" e arrumar marido....  E parece que quanto mais a gente estuda e se prepara, mais vê que precisa estudar mais e mais....

Tive muitos namorados ( na verdade poucos tá Adãozinho, kkk), mas com nenhum "aquela luz maternal" se ascendeu de forma significativa. Claro que tem a questão da idade, com 20 anos realmente a gente nao quer ser mãe mesmo! Mas os anos foram passando e então eu tinha quase certeza que não queria mesmo ter filhos: muito trabalho, muita responsa, muita despesa, abdicação da vida pessoal...não, não...não é para mim, eu pensava. Não conseguia imaginar alguém dependendo de mim sempre. Eu sempre tão independente e livre, como faria com alguém grudado em mim, me impedindo de dar um passo adiante?

Quando eu tinha a notícia  de que alguma amiga ou parente estava grávida...sério..eu pensava mesmo! Coitada! Gente é sério e me sinto muito mal por ter pensando assim ! E quando a pessoa estava grávida do segundo então, eu pensava... Vixe, acabou a vida dela! Eu não achava graça em papo de grávida, nem de mãe, até aí óbvio. Quem não é mãe nunca vai se agradar destes papos, é outro mundo! Mas eu também não achava tanta graça em bebês, nem crianças. E achava muitas mães chatas, irritantes e exageradas!!!  Não que eu não gostasse de crianças, sempre gostei, achava fofo. Inclusive vi nascer uma priminha quando eles moravam em Sp e acompanhei ela até quase 3 anos, foi uma descoberta, uma delícia. Sempre achei os bbs e as crianças pequenas muito semelhantes aos animais e só por isso me encantava. Então, não..não era que eu nao gostasse de criança, era que EU não me imaginava mãe, com aquela responsa, me sentiria "presa", me sentiria não-livre! Entendem?!  Não, não....para mim não servia, ficaria feliz em ser uma titia babona! Ponto.

O tempo seguiu passando e passando e há 10 anos conheci o então meu marido. Tínhamos ambos 25 anos. Depois de uns 2 ou 3 anos naqueles papinhos de filhos, futuro, um cachorro e uma cabana...pergunto eu, assim como não quer nada: " Vc quer ter filhos? ". E ele responde imediatamente com uma cara de espanto e uma certeza na voz: "Claro"!. Nossa, aquilo  me feriu como um punhal! "Porque, vc não?" pergunta ele.... E eu: " é que, é que...dá tanto trabalho néh, tanta despesa néh, tanta, tanta....". Bom, o resumo é que ele foi bem enfático, um dia quereria filhos e se eu não quisesse mesmo, provavelmente a gente não daria certo. Ponto. Isso.  Morri#.

A partir desta época admiti então, tá bom, quem sabe pelo menos um! Para agradar meu amor...e tentar me agradar,,,e comecei a pensar mais seriamente.Só que toda vez que eu pensava bem no fundo eu desistia e a única coisa que me ocorria dizer a ele era: " Não vamos ter filho antes de eu conhecer a Itália, viu". Era um sonho antigo conhecer a Itália. Na verdade queria ter morado na Itália e como não deu certo, uma viagem era o mínimo que eu podia querer porque pensava que provavelmente "nunca mais" eu iria para a Itália se tivesse filho...quanta ignorância. Mas claro que a Itália era só uma desculpa para adiar, adiar....Assim como as outras desculpas que a gente arruma: PRECISAMOS trocar de carro, PRECISAMOS quardar $, PRECISAMOS viajar, preciso fazer um curso novo, preciso fazer uma cirurgia,,,,,e assim vamos adiando...até que a idade começa a pegar e o relógio biológico começa a gritar....

Desde que me formei atendia cavalos e cães e em 2005/06 chegou um ponto da minha carreira de que tinha tantos, tantos pacientes das duas espécies que comecei a ver que seria impossível atender  todos com qualidade de atendimento e um pouco de qualidade de vida. Atender cavalos requer estar muito cedo nas baias, fins de semana, feriados, estar sempre longe, prá fora....e voltar correndo para atender os cães....e onde colocaria um filho nisto tudo? Porque também pensava que não adiantaria ter filho e não curtir nada. Então, com muito pesar e tristeza porque amava muito atender os cavalos ( não as pessoas), mas em 2007 resolvi deixar de atender os cavalos e atender só os cães e gatos ( e outros pequeninos que aparecem de vez em quando), para assim focar mais, ter um espaço físico meu que possibilitasse no futuro poder levar meu bebê junto. Então esta construção material, esta preparação para ter meu bebê, já leva alguns anos.

E o outro aspecto que  me impediu de engravidar antes foi...o SONO. Sempre tive muito sono, dormi muito, trocava qualquer programa para ficar dormindo.  Para mim, não tinha nada mais gostoso que chegar em casa no início da tarde de sábado, depois de uma semana intensa de trabalho, pegar minhas dogs, fechar as janelas, ligar o ventilador ( para abafar o ruido externo e ter aquele barulhinho constante), desligar todos os telefones  e...dormir, dormir, dormir.....E dormir no domingo a tarde e a noite também...e nos feriados e nas horas vagas e depois do almoço.....Nada melhor!!!!
Como eu poderia abrir mão disso? Eu nunca mais vou dormir? Meu Deussss? Eu vou morrer de sono! Vou enlouquecer, vou precisar de remédio,,,,e estes pensamentos me deixavam muito desanimada e receiosa de realmente engravidar.... Então procurava abafar estes pensamentos, quando eles vinham...   

Em julho de 2011 fomos finalmente para a Itália e em seguida eu engravidei. Tive uma gravidez mais ou menos tranquila ( que merece outro "poust") e o sentimento materno claro que foi aflorando aos poucos....estava bem contente. Mas estes pensamentos sempre voltavam agora com uma carga hormonal e um apavoramento absurdos: Eu nunca mais vou dormir MESMO? E se eu pegar no sono e derrubar a bb? E se eu não conseguir acordar de sono? E se eu tiver depressão pós parto tamanha a responsa e o sono acumulados? E se, e se....?!!!!!

Acho que a gravidez vai te preparando mesmo, mas vc só se sente mãe e com todo aquele sentimento que tanto falam, depois que o bb nasce. Antes, para mim tudo era "vamos ver se é tudo isso que falam, duvido",,,,Senti que ficar grávida é uma delícia ( claro que também tem seu lado B), que existe uma troca grande entre mãe e bb, mas no meu caso o que "pegou" mesmo foi ter o bb nos braços. Ao contrário de 99% das mulheres no nono mês, eu não estava absurdamente ansiosa para ela nascer. Um dia antes, eu não queria que ela nascesse! Calma, calma,,,,não queria, porque eu queria que ela desse "sinais", não queria uma cesária eletiva ( sobre este assunto, muito o que escrever..), queria que ela ganhasse mais peso e também eu estava com medo dela nascer, medo de não dar conta, medo dela saber dos meus medos...e perguntei quase chorando para a médica se não poderia deixar mais algum tempo ( já estava entrando na semana 41 e ela em posição "sentada"). A médica riu um sorriso amarelo e disse não com uma cara de: " esta moça tem pobrema"....  Adãozinho dizia: Já chega, ela não é filha de burro! E nasceu: 12/05/12, o dia mais lindo da minha vida! Um minuto depois, já tinha esquecido todos estes medos e angústias!


 Depois que ela nasceu e até hoje grandes modicações ocorreram em mim. Claro que não fizeram uma lavagem cerebral: eu ainda tenho sono, ainda tenho medo, ainda não sei como vai ser uma série de coisas, medo dela ficar doente, medo de eu não dar conta e ser uma aborrecente insuportável, medo dela se envolver com drogas...estes medos que acho que toda mãe tem.... Com conciliar a carreira e a maternidade? Parece chavão! Título de revista de mãe! Mas é verdade, tudo isso são as questões da mãe moderna MESMO!  É cansativo, é preocupante. Tenho vontade de dormir por 48 hs seguidas, tenho vontade de passar a tarde no salão de beleza, tenho vontade de viajar para as Ilhas Gregas. Mas eu tropeço e daqui a pouco já esqueci do sono, do cansaço. Já não lembro mais do trabalho, já nem acho tanto trabalho assim, já tiro de letra. Trabalho que ela dá? Q trabalho? Q sono? Que cansaço? Ops, nem lembro mais...!  

Algo nasceu dentro de mim junto com ela! Um sentimento que por mais que minhas amigas, minha mãe, os livros...todos tentassem explicar....nunca vai ser explicável! É uma felicidade plena, uma alegria de viver que nenhum prêmio,curso ou viagem me deu até hoje!

Ela já é será minha companheira perfeita. Serei mãe dura quando precisar, mas também seremos amigas, seremos companheiras de viagem ( é possivel sim viajar pelo mundo com um bb/criança acoplada), minha companheira de trabalho ( certeza que desde muito nova vai querer "ajuda" nas sessões dos bichinhos")...minha companheira de vida!

Logo que ela nasceu eu chorava de manhã e de tarde. Depois 1 x ao dia,,,,e agora choro cada uns 2 ou 3 dias ( salvo em ocasiões especiais). Choro quando ela sorri muito para mim. Choro quando a amamento e ela fica com a mãozinha fazendo carinho. Choro quando a gente dança ao som de "Valsa para uma Menininha"do Toquinho ( que é a música que eu ouvia muito na gravidez), choro as vezes quando a vejo dormir no bercinho, choro só de olhar para ela e constatar o quanto é saudável e perfeita. Minha filha. Nossa filha. Um pedacinho de nossos genes. Um pedacinho de nosso coração. Um pacotinho de todos os sentimentos bons do mundo.

Acho que passei a ter mais fé depois que ela nasceu: fé na vida, fé nas pessoas, fé em Deus...

Choro...!






quinta-feira, 12 de julho de 2012

Felicidade nas pequenas coisas

Hoji tôcum vontade de escrever e mais ainda de agradecer,agradecer,agradecer.....! Agradecer porque hj nosso docinho completa 2 meses. Como disse minha amiga vet Bruna ontem ( que tem um baby q completa 1 aninho hj: Parabéns João Pedro!) disse ela: " este tempo parece a estação de monta dos cavalos, passa rápido mas no mesmo tempo acontece um milhão de coisas diferentes", sei que só meus cumpanheiros veterinários vão entender, mas é verdade o num éh.....

Nestes 2 meses, tanta felicidade, tantos sentimos q nasceram e estão sendo criados, tantos perrengues, cansaço...enfim.....parece q foi ontem q trouxemos o pacotinho para ksa e aconteceu tanta coisa. Hoji além de agradecer esta bbzinha saudável e fofa q é minhah, só minhah....rsrsr....tô muito feliz porque segunda fomos na pediatra e ela está com ótimo peso e tamanho ( segundo meu marido, tá quase d tamanho da mãe...) só mamando no peito. Depois de todos os sofrimentos e perrengues iniciais, sigo me esforçando p ter o melhor leite: sigo tomando o chá da mamãe ( acho q nunquinha vou conseguir parar até ela parar de mamar), comendo bem ( embora na real eu tenha vontade de todas as gordices possíveis devido a esta fome louca de vaca leiteira!) e dando o mamá em livre demanda dia e noite....muitcho bom neh....mas claro q amamentação merece um poust só dela  e esta q fica prá otra veiz.

Tbem tô muito, MUITO feliz, agora sim com letras maiúsculas porque a pequena está dormindo 6 hs DIRETINHO DE NOITE. Não éh demaissss???? E se deixar dorme mais, mas a Dra mandou acordar p dar mamá a cada no máximo 6 horas ( a Dra nunca vai ler este blog, acho) mas esta noite ela dormiu 8 hs direto ( e olha que teve as m...dos rojões por causa de futebol)  porque eu nao acordei para acordar ela passadas as 6 hs),,,,,então, toda mãe de um bebezico novinho deve estar pensando: que desgramada sortuda éh essa? Sim soy yo!!!!!!  Mas o capítulo sono ( um dos mais mais na parada de sucessos e fracassos maternais)  merece tbem um poust só dele que virá em breve....mas é muito RARO um bebezinho tão novo dormir mais q 4 hs direto, tem uns q acordam de h em h até x meses...affff...ainda bem que não éh cumigo.....mas certeza q Mariazinha herdou meu super, power, mega, bluster gen sonífero ( pque quem me conhece sabe o sono q sempre tive!) e no caso dela este gen deve ter sido duplicado na concepção e triplicado na gestação, e criadinho a Neston ainda por cima....porque a bichinha dorme, vixe..... Graças a Deus. All oremos!  Amém!

Tbem tô feliz porque nao vou mais precisar cozinhar, que o-d-e-i-o com todas as letras do alfabeto em todas as lenguas! Selma vai cozinhar do jeitinho integral bem temperadinho q gosto e congelar....ebaaaaaa-!!!!!!

Tbem tô feliz pque vou ser titia pela primeira vez e por último pque meu pai parou de fumar....nuncaétardemais!!!!

Para finalizar tá o  friozinho q amamos e MS tá aqui linda e dormindinho ( claro!) no meu colo enquanto escrevo no aipád. Para que quero mais da vida?

Deixo uma fotinha de agora a pouco do pacotinho de tudio q é bão! Beijos

PS. Bah, o blog tá com poucos comentários ( o povo fala q é ruim comentar pque tem q se cadastrar aqui, mas num dói nao, meu povo!), mas em compensação tá com 428 acessos em 15 dias, very bom! Obrigada!

domingo, 8 de julho de 2012

As Irmãs

Dia desses eu estava vendo o programa do GNT " Mãe é Mãe", um programa até q legalzinho, dá umas dicas básicas, mas p mim q sei muito pouco, dicas bacaninhas. Entendo de cachorro e por isso me sinto à vontade de opinar ( sim porque de bbs não posso opinar nadica de nada), mas voltando ao programa, um bloco falava dos benefícios q um animal de estimação trás na vida de uma criança e apareceu uma mãe fofa com os filhos e os gatos. E só então me ocorreu q este assunto poderia ser útil para alguém porque para mim isto é uma obviedade....o programa falou coisas legais da convivência, das responsabilidades da criança para como animal. Faltou falar de posse responsável e outros pontos, mas daí é pedir demais, neh!

 Confesso que vivo num mundo paralelo quando se trata de animais. Amo TODOS, mas os cães e os cavalos são meus prediletos. Mundo paralelo porque não imagino alguém q possa viver sem um animal, ou pelo menos ter algum contato com um bicho de algum parente ou amigo. Não entendo quem não gosta de animais. Não gosto de quem não gosta de animais e confesso que rola até um preconceito da minha parte para com estas pessoas.  Respeito a pessoa porque minha mãe me ensinou a respeitar todos, mas não quero "ser amiga" desta pessoa, não. Tampouco quero que ela venha à minha casa.  Aliás, rola um ditado popular por aí que não sei de quem é " quanto mais conheço gente, mais gosto dos animais". E em muitos dias, este é o meu caso. Mas como este não é o espaço para eu descarregar minha decepção com a humanidade, não vem ao caso este assunto...

Entonces, como este é um blog de mãe para mães (ou não), me obrigo a me indiguinar e botar práfora quando escuto barbaridades que as pessoas falam ( e muitas vezes fazem) com os animais quando tem filhos....começa com a maldita questão da toxoplasmos que, por ignorância das pessoas dos médicos e etc;;; fazem com que muitas vezes as grávidas se desfaçam de seus gatos. Coisas importantes à dizer. 1. Pegar/encostar/brincar com um gatinho não faz nenhuma grávida pegar toxo. 2. Os médicos normalmente não conhecem doenças infecciosas transmitidas por animais. Portanto, se o seu médico indicou vc se desfazer do seu gato, troque urgente de médico. 3. A chance de vc pegar toxo comendo carne crua ou salada mal lavada é muito MAIOR que pegar de um gato. 4. Vc só vai pegar toxo se tiver contato direto com fezes de um gato contaminado, os quais normalmente são os de rua. Então, seu gatinho de apartamento que só sai de casa para tomar vacina 1 x ao ano, que faz cocô na caixinha, que vai ao veterinário regularmente... NÃO vai te contaminar,ok? E na dúvida, estude, pesquise, converse com um médico informado e tenha um veterinário competente do seu lado. Ficaadica. Ponto.

Voltando ao assuntinho das barbaridades q as pessoas falam/fazem...eu não ouvi muita coisa quando engravidei porque nåo convivo ( obviamente) com muita gente que não gosta de animais ou que desconheça sobre a convivência com animais. Mas, tive sim q ouvir umas "pérolas" do tipo: o q vc vai fazer com suas cachorras depois q o bb nascer? Âh? Cuma? Como assim fazer? Não vou fazer nada, respondi assim como sem nem saber o q responder para um serhumano destes.... Mas as pessoas se não perguntam, com  certeza pensam q não é higiênio, confiável, legal ter um bb com um animal de estimação por perto. Tem mães também que não valem um real, que adoram, amam seu cão ( ou melhor, dizem que), mas quando o bb nasce, dão o animal embora ou esquecem do pobrezinho, não dão mais atenção, nem amor. Vou escrever uma coisa q pode chocar! Pare de ler se vc tiver problemas cardíacos ou estiver sensível.... mas para mim, cachorro, gato, cavalo, bebês, crianças, são todos IGUAIS! É tudo bichinho! E agora, com uma bb de 2 meses, isto é ainda mais verdadeiro para mim. Ela é um bichinho de luz, de amor, necessita mamar, calor, dormir e carinho...tal como um filhote de qquer espécie. Claro q depois o ser humano evolui mais neurologicamente, mentalmente e emocionalmente e a consciência começa a diferenciá-lo dos outros animais. Porém a similaridade energética entre estes seres ( bebês, animais e crianças) se mantém por muito tempo.

 Então tenho dificuldade em entender a dificuldade das pessoas em me entender quando falo que minhas dogs ganharam uma irmãzinha ou que a Isabela ( a dog q veio antes) é a minha filha mais velha...e sempre vai ser! Claro q não serei hipócrita em dizer q nada mudou depois q MS nasceu em relação às "cãs". Claro q um bb dá muito trabalho e necessita de muita atenção. Claro q hj não consigo dar a mesma atenção que eu dava antes para as cachorras. Claro que os longos passeios no parque não tem o mesmo tempo. Mas o amor, ah este nao mudou nadinha! O amor nao foi dividido/doado/renegado/dado embora/jogado às traças, ele simplesmente CRESCEU. Nasceu um amor louco, eterno e inexplicável  por minha filhinha humana, mas o mesmo amor que tinha antes pelas dogs se distribuiu entre minhas 3 filhas, "as com e as sem focinho". E estão convivendo juntas, harmonicamente e cheias de carinho. Por enquanto, carinho das peludinhas fididinhas p com a bb...mas em breve o inverso também será verdadeiro, tenho certeza que MS vai amar as irmãs! Nao vejo a hora de ver as 3 correndo pela casa, brincando e Maria Sofia tendo a melhor infância  do mundo:  não com brinquedos caros e sofisticados, mas com os melhores amigos que alguém pode ter...!

segunda-feira, 2 de julho de 2012

O maior sorriso do mundo

Inicio da madrugada, exatamente meia - noite e meia de hoje, euzinha caindodesono não tinha ido dormir ainda sabendo q ela ia acordar para mamar porque jã dormia faz tempo...escuto sua vozinha e vou no berço pegá-la....ela tá acordando e "ispriguiçando" daquele jeitinho dela e quando me vê...ABRE AQUELE SORRISO!!! Foi a coisa mais Linda q já vi. A Primeira vez q tive a certeza q ela sorriu prá mim, porque das outras confundíam com aquele reflexo do riso q os bebês tem...mas hj não foi reflexo... Foi o sorriso mais puro e perfeito q ja vi...destes q nos fazem chorar sem nem saber porque.... Falam q toda mãe vira boba e perde a noção. Sou a boba mais sem noção do planeta. E tenho dito. Ponto. Boa noite.

domingo, 1 de julho de 2012

Mariazinha e o baralho

Holas Os bebês nunca são como queremos não é mesmnnnn? Este findi estamos recebendo a vista do "vovô de longe" da MS, delicia. Como eu e toda a família somos viciadinhos em jogo de canastra, óbvio q queremos aprovechar cada minuto. Ontem a noite já estava sedenta, inconsciente, babando por um joguinho. Adaozinho jogou a primera no meu lugar oficial até q eu praticasse todos os procedimentos cabíveis com MS ou seja, mamar, trocar, enrrolar na manta, pôr no berço e...dormir ( A Encantadra de Bebês iría gritar uma Ola para mim)....isto acontece quase q diariamente, na tentativa de criar aquela rotininha prá bichinha isto acontece. Mas.... justo na noite q eu quería ganhar muitas canastras, tive q fazer isso 465 vezes seguidas... Não se se a Mariazinha não gosta de baralho, não quería dormir porque quería jogar também ou simplesmente quería estragar o barato de mamis....o fato é q não dormia. Ou melhor, até dormia mas 5 min, después....arregalava os ricos olhinhos de jaboticaba e abria o berreiro. Mesmo assim, consegui jogar uma canastra, sendo que as duas últimas rodadas com MS pendurada desesperadamente no peito como se não mamasse há dias e eu, como uma quase índia com ela de pindurada, jogando com 1 1/2 mão, dando de mamá, tomando o "chá da mamãe" e ainda por cima meio de bico porque tava perdendo a canastra..... Quando terminou, decidimos deixar p amanhã, afinal MS não queria mesmmmmm e pensei comigo: no andar desta carruagem vai ser "uma noite daquelas"... Meus queridos foram embora, Mariazinha pro berço e eu pro berção na certeza d que levantaria loguinho e......não é q a bichinha dormiu 6 horas seguidas e diretinhas? Só acordou as 6 da matchina como se nada tivesse acontecido! Moral da historia: ou Mariazinha é avessa a jogos de entreterimento com baralho ou está querendo me ensinar que apesar do tamanhico, tem vida e vontades próprias e não é uma bonequinha que ponhamos no berço e ela dorme quando bem queremos....esta nem A Encantadora de Bebês poderia explicar! Beijos, beijos e valeu pelos acessos, têm sido MUITOS

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Fotografando e sling



Bom dia, boa tarde, boa noite! Sim, porque com um bb recém - nascido, uma mãe recém - nascida nunca sabe muito bem q horas são, se é di noite ou di dia...tem dias q tenho q abrir o calendário prá mode saber qui dia é hoje! Buenas,como diz minha nona, olhei no relógi i agora é di manhã, entonces, buenos dias!

 Hoje vou contar a aventura q foi sair para bater a foto de primeiro mês da pequena. Embora ela já tenha mais de 40 dias, seria a foto de 30, mas cmo tô sempre atrasada, tá valendo. Esqueci de contar q AMO fotografia, então imaginem q qualquer fotinho é very importante para a minha pessoa. Marquei a tarde pque como pela manhã ela dorme tri bem, a tarde ela fica acordada e assim a fotinho seria mais fácil... Q ilusao...ela foi dormindo no carro e qdo descemos, ela acordou, normal. Chegamos no estúdio e a fotógrafa era um amor, uma delicadeza, uma paciência...pois bem, MS acordou e já quis mamar...ela tem um jeitinho q é só dela qdo quer mamar: cabeceia pros lados e abre uma boquinha de passarinho, uma fofura...tanto q seu apelidinho pros íntimos é Sabiazinha...daí a moça disse: deixa ela mamar um pouquinho, nao tem problema. E MS mamou, mamou...depois de um tempão,tirei ela a força (judiação), na esperança de tirar a foto. Mas quem nesta vida iría ficar feliz sendo arrancada de uma vez da ação mais básica do ser? Resultado: abriu o berreiro! Volta pro peito entonces...mamou, mamou, mamou e neste meio tempo a fotógrafa passou umas 3 vezes e dizia: pobrezinha, tá com fome (misinti uma mãe malvada, deixando a cría com fome, mas ela NÃO tava c fome antes de sair de casa, juro). Lá pelas tantas e eu jà com medo de perder meu horário ca fotógrafa e Adaozinho ( pai da MS) já dormindinho do nosso lado ( porque foi segunda q é a folga dele, ou seja, o domingo nosso), e a guriazinha seguia mamando. Lá pelas tantas tirei ela do peito de novo e ela não chorou. Saí correndo chamar a fotógrafa....posicionou ela e.....buaaaaaaaaaa.....abriu o berreiro....levanta, conversa, nina, sacode, põe de novo e ...nada. Quando ela tá brava, consegue franzir a testa de um jeito q não sei de quem puxou...dai a fotógrafa perguntou se pegava o bico ( para os paulistas, a chupeta) e eu disse q nao muito...tentamos e com esforço ela pegou....fotógrafa em posiçao, tiramos o bico rapidez e....buaaaaaaaaaa!!! Mas ela ë sempre tão boazinha, eu dizia...no intuito da fotógrafa não perder a paciência....resumo da ópera: tentamos mais umas vezes e só o q co seguimos foram fotos chorando, com cara de choro ou com aquela testa franzida....como meu marido já tava com aquela cara de: vc sempre tem q inventar estas coisas, já chega! Então eu disse para a moça: deixa assim, vamos ver se se salva alguma në. Fomo bizoiá no computador e não foi difícil escolher, só tinha duas fotos maizômeno i er isso! Paguei, agradici a paciencia da moça e confesso q sai um cadinho frustada...

Só q eu tinha q ir ao banco, na farmácia buscar as homeopatias dela e mandar fazer uma lente pro meu óculos. Principalmente a última coisa eu TINHA q fazer. Como vida de mãe não é fachile fiquei vários dias com a armação do óculos colada com cola q nao era para óculos e nao colou bem e com faixas de durex tentando segurar as partes...mas isso é assunto para outro poust. Dai colocamos ela no sling e Adaozinho falou q ia sentar numa cafeteria até eu voltar. Imediatamente as pessoas na rua começaram a nos olhar de forma esquisita!!! Olhei prá ver se a guria não tinha vomitado ou estava pendurada por uma perna pelo sling. Não! Olhei se eu não tava cagada ou coisa q o valha! Não! Pensei cumigo: devem estar mi achando feia e gorda! Vontade de dizer: sim meu povo tô gordinha, mas Arecèm pari! Sim meu povo, meu cabelo tá desgranhento, de duas cores i sem formato, mas Arecém pari onte não posso pintá, fazer iscova com formol i etc.... Não me olhem assim! Mas, depois de mais um povo olhando, concluí q não olhavam diretamente para mim e sim para o trio MS, sling e Adaozinho. Ele também botô reparo que a gente tava olhando i eu disse: deve ser por causa do sling! Eita povinho atrasado este, acho q nunca viram um bb no sling...e ele disse: pois deve de ser mesmo, lembra lá na Europa como era super normal, o povo acaba se acostumando! Fui fazer minhas coisas e o encontro andando com ela no meio da pracinha central e de revesgueio vi q o povo tava olhando prá eles...aproveitamos e fumos numa loja de bb próxima q eu odeio porque onde já se viu uma loja de bb q tu não consegue circular nem grávida, nem om carrinho de bb, tamanha pequena a largura dos corredores, tamanha ganância de enfiar zilhões de coisas nas prateleiras. Mas..era perto e só p comprar uma coisinhas...quando saio do caixa e olho, já tinha uma senhorinha no maior papinho com eles...vou chegando mais perto e escuto a mesma falar: " ah não,meu filho eu não sairia na rua com um bb tão pequeno! E Adaozinho dizia, mas ela já tem mais de 40 dias...e a véia só fazia um gesto de reprovação ca cabeça....aí que véia metida!!!! Fiz q eu não era a mãe senão capaz q ela ia começar com o discurso tudodinovo! Passei por ele e por ela e fiz uma cara de: larga ela aí i vamo!!!! E a véia ficô lá, meio q falando sozinha... Saímos e eu fiquei odiando aquela loja mais um pouco....mas falei prá ele: ah então é isso q o povo tanto olha! Devem achar q é um bb recém parido saindo no centrão nervoso de Indaiatuba....devem achar q saí da maternidade e vim comprar umas fraldas, quem sabe... E fumos tomar um té/café e o povo seguia bizoiando.... Até q ele falou: acho q sei o q é: o povo deve achar estranho um gigantão homi qui nem eu carregando um bb tão pequeno num sling ( ele tem quase 2 metros, a MS é bem miúda e eu..praticamente uma nanica)... E concluimos entonces q deveria ser todas as opções ao mesmo tempo!

Chegamos em ksa e eu disse: pega a máquina e bate umas fotos dela com esta roupinha, enquanto eu preparo o banho dela...vai q ela já perde este sapatinho vermelho e não tem nenhuma foto...e lá vai ele bater 465 fotos em 2 minutos ( ele tem esta mania q me irrita um pouquinho de ir batendo, batendo e depois fico lá eu, apagando, apagando...) I não é q as fotos ficaram zilhões de vezes melhor q a do estúdio? MS sem chorar, com a cara boa e balançando as pernocas no berço....se não fosse um vômito q tinha na boca dela que ele não viu/não quis ver/não limpou...as fotos teriam ficado perfeitas! Ou seja, ida ao estúdio/desfile no centro da cidade em vãos...só não foi total em vão porque agora tenho um óculos novo e não preciso mais usar o grudado com durex....

 Besos, inté!

P.s: o primeiro dia de may blog teve sessenta e tantos acessos! Serã q minha mãe acessou umas 59? Muitos acessos e nada de coments!!!! Comentem povo o q tão achando:
A) uma m...
B) melhor parar enquanto tõ no inicio
C) vc não tem roupa suja prá lavar, Cris?
D) todas as anteriores